Academia Caxiense de Letras

Sabedoria

 

Sabedoria, busca coadunando

toda a experiência vivencial

Com o conhecimento se abastando

e esse mais que superficial

 

Colocação peremptória

nem sempre a verdade abarca

Verossimilhante à história

está mais a escrita parca

 

Simples, sem devaneio

vivendo cada momento

Desvencilhando desse enleio

sem ficar preso ao pensamento.

 

Valdecir de Oliveira Anselmo

Membro Acadêmico Titular – Cadeira 23

02/09/2017

 

 

 

 

Poesia, o autorretrato da alma

 

Meliflui tudo o que amo

no álveo do meu encanto

Portanto não reclamo

nem verto à toa meu pranto

 

Minha poesia não é dolente

nem nunca será, é indubitável

Isso afirmo, certamente

É sincero e insofismável

 

Vou no ponto, sem tergiversar

pra não causar desconforto

quando com o Universo dialogar

estando nele absorto.

 

Valdecir de Oliveira Anselmo

Membro Acadêmico Titular – Cadeira 23

03/09/2017

 

 

 

 

Manifestação rápida

 

Intuição, fonte inexaurível

do discernimento instantâneo

Essa acuidade sensível

num lampejo momentâneo

 

Atentar a sua manifestação

ouvir o seu cicio

prestando bem atenção

é resguardo do bulício

 

Sentindo a plenitude

desvencilho do emaranhado

buscando na amplitude

o imo unificado.

 

Valdecir de Oliveira Anselmo

Membro Acadêmico Titular – Cadeira 23

06/09/2017

 

 

 

 

Para a alma entusiasmada

 

Há busca inconclusiva

mas nem por isso inválida

A verdade é evasiva

a flama n'alma, cálida

 

A verdade é aleatória?

Jogo de incerteza, meramente?

O que permeia na história

faz o mundo ser atualmente

 

Estando aberta a mente

entusiamo se imiscuindo

a certeza vem na frente

na inspiração que vem zunindo.

 

Valdecir de Oliveira Anselmo

Membro Acadêmico Titular – Cadeira 23

08/09/2017

 

 

 

 

Ânimo

 

Pelas vias da incerteza

o desencanto deambula

Ele não vê com clareza

e nele o ânimo se anula

 

Não deixa esse arrefecer

nem sequer um átimo

Desãnimo balda teu querer

atuando no teu íntimo

 

A angústia o ser confrange

causando descontentamento

Mas o ânimo lhe abrange

o sereno entendimento.

 

Valdecir de Oliveira Anselmo

Membro Acadêmico Titular – Cadeira 23

10/09/2017

 

 

 

(À nossa faculdade de compreender, de pensar ou de conhecer. Pois o conhecimento liberta, causa satisfação e anima. O desconhecimento aflige a alma, ensimesmando-a em seu próprio sentimento de inabilidade, ignorância ou nescidade. Cada dia descobrindo algo de novo e especial. Através da leitura, bons livros, boas conversas, enfim, leituras instrutivas e conversação instrutiva. O prazer pleno, o deleite, consiste justamente nesse angariar mais luz ao nosso cabedal, esse conjunto dos bens intelectuais ou morais, que vamos amealhando, dia a dia. Dia após dia, aprendendo. A aprendizagem diária causa um grande prazer. Ao menos para alguns suscita esse prazer.)

 

 

 

 

 

 

   Piazito Inventor

 

 

Carrego sempre comigo

raízes do meu rincão,

do velho moinho antigo,

das farofas de pilão!

 

Cruzava ao lado das casas

um braço do rio Tomé!

Os gansos abriam asas

para saudar o aguapé...

 

Minha tropa guarnecia

como perfeitas manadas

zelando de noite e dia,

do corisco e das geadas...

 

Bela tropa, miniatura

dos meus sonhos de esperança!

Só restou mesmo a ternura

do meu tempo de criança...

 

Infância com alegria,

felicidade no lar,

orelhando a nostalgia,

fiz do meu pago um altar!

 

 

Homenagem póstuma à Acadêmica Maria Cardoso Zurlo, Cadeira 36

Falecida em 29 de agosto de 2017.