Academia Caxiense de Letras

CADEIRA N° 16

Patrono:

Manoel Peixoto de Abreu e Lima

 

Juiz Distrital foi diretor dos jornais O Correio do Município e O Brasil. Colaborou também com O Orientador. Publicou em 1909 "Subsídios para a História de Caxias do Sul".

EVENTOS

CADEIRA N° 17

Patrono:

Aurélio Veríssimo de Bittencourt

 

Biógrafo, contista, conferencista, orador e romancista. Foi um dos fundadores do Parthenon Literário. Iniciou sua vida profissional como jornalista. Foi, depois, funcionário público, chegando a secretário do presidente da província Julio de Castilhos. Escritor de renome. Principal organizador da Academia Riograndense de Letras da qual foi o primeiro presidente. Pertenceu a Irmandade do Espírito Santo.

CADEIRA N° 18

Patrono:

Alfredo de Mello Tinoco

 

Formado em Direito. Diretor do jornal A Resistência de Caxias do Sul. Sócio fundador do Ateneu Caxiense. Promotor de Justiça em Erexim. Primeiro diretor do jornal A Folha de Jaguarão.

CADEIRA N° 19

Patrono:

Vinicius Ribeiro Lisboa

 

Contador, professor, escriturário e homem público. Radioamador por hobby. Um dos fundadores da união dos Servidores Municipais (Montepio). Autor do projeto do 13° salário para os servidores públicos municipais e desenvolvedor do projeto do IPAM. Nomeia o Centro Administrativo de Caxias do Sul.

CADEIRA N° 20

Patrono:

Ângelo Corso

 

Nascido na Itália. Viúvo por duas vezes. Traduzia sua vida em versos. Faleceu em 1946 com 81 anos de idade. Sua última esposa foi a professora Maria Minghelli Chitolina. Denomina uma Rua de Caxias do Sul no Bairro de Ana Rech.

3

5